Google+ Álem M. Martins: O IDIOTA, O DESUMANO E A OPORTUNIDADE DE FICAR CALADO.

quinta-feira, 11 de março de 2010

O IDIOTA, O DESUMANO E A OPORTUNIDADE DE FICAR CALADO.

 

 

silvalula (1) Quem assistiu ao julgamento de Arruda no STF viu como o seu advogado de defesa teceu um quadro totalmente distorcido da realidade e procurou “defender o indefensável” através da criação de uma realidade toda particular. Alegando que Arruda estava preso em uma “masmorra” e que sofre toda sorte de abusos e perseguições, o advogado tentava encobrir a realidade de que Arruda estava preso apenas por seus próprios crimes. Mas, como advogado, ele é pago para distorcer a verdade em favor de seu cliente. Independentemente de achá-lo culpado ou inocente.

No entanto, o presidente Lula goza de uma especial predileção por torcer a verdade e por tentar defender o indefensável, mesmo diante dos maiores absurdos. Desde que sua cara lavada e sua total falta de humanidade fiquem escondidas do populacho que ainda se ilude com esse pseudo-operário perseguido. Afinal de contas, com seu chapéu panamá, seus charutos importados e suas roupas sob medida, Lula se parece muito mais com um rechonchudo turista americano do que com o velho operário de chão de fábrica. Do alto de suas nababescas aposentadorias e da arrogância constante, Lula subverte a verdade, ignora leis e cospe na cara de qualquer brasileiro que tenha mais de dois neurônios.

Mesmo os que o apóiam cegamente, quer por interesse ou por medo de encarar a desilusão causada pela traição do sonho de um país livre da corrupção e dos aproveitadores (que a debandada de Lula para “o lado negro” causou); bem lá no fundo de suas almas e no escurinho de seus quartos à noite, não podem negar que lhes passa pela mente um estranho incômodo com certas alianças, defesas e comparações feitas por Lula.

Qual “cara-pintada”, qual estudante “engajado”, qual militante “dos velhos tempos” e qual operário que militou nos movimento sindicais e apanhou muito da repressão pode se sentir feliz ao ver Lula flertando descaradamente com pessoas do quilate de Sarney, Collor, Renan Calheiros e tantos outros?

ique26Blique

Qual petista histórico pode ficar contente diante dos abraços e das relações suspeitas com lobistas, doleiros e toda sorte de indivíduos sempre presentes à margem da lei? Qual militante que apanhou da repressão e foi, verdadeiramente preso e torturado, por ter emitido uma opinião, feito uma greve ou levantado a voz contra os organismos repressores pode sentir-se confortável ao ver Lula apoiar a morte de pessoas que hoje sofrem o que eles já sofreram na carne?

Qual pessoa, que já passou pelos porões de uma ditadura, pode compactuar com a comparação feita por Lula dos prisioneiros políticos cubanos; comparando-os a marginais comuns que habitam as prisões brasileiras? Que pessoa sensata pode concordar e apoiar o discurso desumano de um homem, que hoje é rico, ao dizer descaradamente que pessoas presas pelo simples fato de terem ousado pensar e expressar esse pensamento mereçam estar presas e pagar com suas próprias vidas a ousadia de pensar diferente do que o sistema ou o partido lhes ordenava?

Qual amante da democracia pode compactuar com o flerte e o abraço caloroso a ditadores, terroristas sangrentos, genocidas condenados e intolerantes do mundo todo? Qual ser humano pode ficar alheio ao ver seu igual que morre de fome para defender o direito de pensar livremente e de poder, simplesmente, falar o que pensa?

Ao dizer, com orgulho e como se grande estadista fosse: “Acredito que a greve de fome não pode ser usada como um pretexto de direitos humanos para libertar as pessoas. Imagine se todos os bandidos presos em São Paulo entrassem em greve de fome e pedissem a liberdade" – Lula mostra muito mais do que ignorância, desfaçatez, falta de vergonha e desumanidade. Mostra que até um idiota deve saber a hora de ficar calado. (veja as declarações aqui)

Pense nisso.

apeb2w“Diz-me com quem andas e te direi quem és

 

Fonte: Visão Panoramica

Nenhum comentário:

Postar um comentário