Google+ Álem M. Martins: A MALDIÇÃO DO RA-TIM-BUM

domingo, 10 de janeiro de 2010

A MALDIÇÃO DO RA-TIM-BUM

 
                         
 
 
 
Depois de receber uns “trocentos” email falndo do RA-TIM-BUM já estou quase acreditando na maldição (ô emailzinho maldito). Por isso resolvi postar aqui o que já foi dito por várias pessoas a respeito do tema. Aproveito para colocar também um comentário de PC@maral no final do artigo.

 

 

   Está correndo como rastro de fogo pela internet o e-mail transcrito abaixo que disserta sobre o RA-TIM-BUM presente no velho e conhecido "Parabéns a você" cantado em festas de aniversário no Brasil.
O email que me foi enviado:

RATIMBUM
É uma palavra mágica usada pelos magos pérsias na Idade Média. Em rituais satânicos, elas eram pronunciadas assim e ao contrário fazendo o mestres dos magos surgir das cinzas e realizar os desejos de quem os proclamou.
Por muito tempo cantamos inocentemente um "parabéns" pra alguém que está aniversariando. Mas até aqui tudo bem.
O que muitos não sabem é que depois da música vem um tal de ratimbum
(isso significa: eu amaldiçôo você) muitos não sabem, mas os demônios se divertem em muitas festas até cristãs.
Esse ratimbum é pronunciado até para os pastores e devemos tomar cuidado porque é essa mesma a finalidade do maligno.
Muitos não sabem porque acontecem tantas coisas misteriosas depois de uma simples festa de aniversário.
Deixo aqui o meu alerta a todos os que lêem essa mensagem porque a obra do maligno é essa: festejar a ruína do homem.
Existiu até certo tempo um programa infantil numa determinada emissora de TV (castelo ratimbum) que significa "castelo da maldição".
Como podemos cantar felicitando uma pessoa e depois amaldiçoá-la? Irmãos tomemos muito cuidado. Passem isso adiante.
Que Deus nos guarde!
Detalhe que depois de dizer ratimbum, se pronúncia o nome do aniversariante várias vezes...
Vamos nos atentar para isso irmãos.

Pesquizando sobre o assunto a fim de que não se espalhem "bobagens" no meio do povo de Deus. O mais completo e sintético estudo encontrei no blog Adoradorer IBV, enviado pelo irmão Gustavo Serafim, suas palavras estão a seguir:

"Mais abismado do que com a criatividade em se criar "lendas urbanas" as vezes até com supostas "fontes" eu fico é pasmo de ver como essa combinação crentes + internet + lendas tomam proporções absurdas.
Tenho a felicidade de ter nascido em um lar evangélico e de ter acesso a internet já a bastante tempo. Com isso, e mais uma certa curiosidade em conferir a veracidade das coisas que circulam na net (o mínimo que todos deveriam fazer) resolvi escrever sobre o assunto.
Como se já não bastasse aquele email sem noção e que enche o saco de tanto receber, sobre um filme chamado 'Corpus Christis' que vai sair em breve (detalhe que vai sair em breve desde 2001 que circula este email!!) contendo cenas de relações homossexuais, agora tem este do RÁ-TIM-BUM.
Como diz em Oséias 4:6, "O meu povo é destruído por falta de conhecimento".
Ainda no caso do email do filme, acreditem que teve (e ainda deve ter) igrejas orando e fazendo campanhas contra a veiculação de um filme que nunca nem existiu!!!!
Da mesma forma, agora que está na moda algumas palavrinhas no nosso CRENTÊS, a palavra maldição ganha mais força do que deveria.
Bom, pra isso aqui não ficar muito comprido e ninguém ler, vou falar só do email do rá-tim-bum e pronto. Pra variar um pouquinho, nada que comprove esta teoria do RÁ-TIM-BUM significar maldição, os textos que fazem referência a esse fato carecem de informações básicas tais como: livro extraído, data de publicação etc. ou seja, não são fontes confiáveis.
Mais uma coisa, se essa é uma palavra de encantamento dos Druidas Celtas porque só existe no Brasil?
Bem, segundo o Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa, a palavra RATIMBUM é uma onomatopéia, é a imitação de um som. Neste caso o som emitido por uma bandinha de circo ou uma fanfarra quando quer chamar a atenção sobre uma finalização de uma apresentação. A caixa faz TARARÁ!, os pratos fazem TIM!, e o bumbo faz BUM! - TARARÁ TIM BUM, para tornar a palavra mais curta e fácil de falar elipsaram o TARA... e ficou só o RÀ, RA-TIM-BUM, com três sílabas de bom efeito sonoro.
Além disso, existe também uma teoria bem interessante e bem aceita no meio acadêmico como você pode conferir na Revista FAPESP http://www.revistapesquisa.fapesp.br/Suplemento_USP_70_anos.pdf. que o bordão "é pique, é pique, é hora, é hora, é hora, rá-tim-bum", incorporado no Brasil ao Parabéns a você, é uma colagem de bordões dos pândegos estudantes das Arcadas da década de 1930.
"É pique, é pique" era uma saudação ao estudante Ubirajara Martins, conhecido como "pic-pic" porque vivia com uma tesourinha aparando a barba e o bigode pontiagudo.
"É hora, é hora" era um grito de guerra de botequim. Nos bares, os estudantes eram obrigados a aguardar meia hora por uma nova rodada de cerveja – era o tempo necessário para a bebida refrigerar em barras de gelo. Quando dava o tempo, eles gritavam: "É meia hora, é hora, é hora, é hora" .
"Rá-tim-bum", por incrível que pareça, refere-se a um rajá indiano chamado Timbum, ou coisa parecida, que visitou a faculdade – e cativou os estudantes com a sonoridade de seu nome. O amontoado de bordões ecoava nas mesas do restaurante Ponto Chic, com um formato um pouco diferente do que se conhece hoje:
"Pic-pic, pic-pic; meia hora, é hora, é hora, é hora; rá,já, tim, bum".
Como isso foi parar no Parabéns a você?
"Os estudantes costumavam ser convidados a animar e prestigiar festas de aniversário. E desfiavam seus hinos", conta o atual diretor da faculdade, Eduardo Marchi, de 44 anos, que relembrou a curiosidade em seu discurso de posse, dois anos atrás.


De qualquer forma este tipo de "criação" sempre vai existir, acreditem que tem um igreja de uma cidade vizinha aqui que trocou o parabéns por vembens porque você está "profetizando" pra parar os bens para a pessoa!!
Aí, como diz meu pai, tenha a santa paciência, viu!
Provérbios 26:2 - "Como o pássaro no seu vaguear, como a andorinha no seu vôo, assim a maldição sem causa não encontra pouso"

Até a próxima!
Gustavo Serafim

Comentário PC@maral:
Eu particularmente não vejo nada de mais em qualquer palavra, pois a única palavra que tem poder é a palavra de Deus.
Todos os aniversários de familia e de amigos, sempre cantam esta canção e nunca aconteceu nada com ninguém. Todos os meus familiares e amigos desfrutam de ótima saúde e prosperam em seus trabalhos, seus filhos são estudiosos e cumprem bem todas as tarefas.
Eu mesmo sou crente fiel, diácono da igreja em que congrego, tenho meu negócio próprio, minha filha está se formando e estagiando na carreira que escolheu seguir e ainda tenho tempo para escrever neste blog.
Dar poder a uma palavra, temer pronunciar uma palavra, creio, eu, não seja cabido a uma pessoa que se intitule cristã e crê no Deus Vivo.
Devemos temer sim à Deus, que tudo pode!
Se fosse assim, a ferro e fogo, muitas palavras da lingua portuguesa que usamos no nosso dia a dia seriam proibidas de serem pronunciadas pelo povo cristão pois carregam em sua forma derivada inumeras ditas "maldições".
Exemplo: "coitado" - Garanto que você está cansado de falar essa palavra de vez em quando.
Lembre-se que quem abençoa e quem amaldiçoa é um somente. O nosso Deus

***
Fonte: Adoradores IBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário