Google+ Álem M. Martins: Radares – as principais obras da prefeitura de Coronel Fabriciano

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Radares – as principais obras da prefeitura de Coronel Fabriciano

 

 

“Sou a favor de radares até escondido atras de árvores.”

Chico Simões, prefeito de Coronel Fabriciano em entrevista ao jornal PLOX.

 

 

100_6779

 
Clique no link abaixo e veja o vídeo com a entrevista do prefeito Chico Simões, onde ele diz que é a favor de radares escondidos atras de árvores.

http://www.plox.com.br/caderno/pol%C3%ADtica-e-economia/prefeito-de-fabriciano-defende-o-uso-de-%E2%80%9Cradar-pardal%E2%80%9D

Em entrevista coletiva na tarde dessa sexta-feira (14) , em seu gabinete, o prefeito de Coronel Fabriciano, Chico Simões (PT)), defendeu novamente o uso de radares escondidos, conhecidos como “pardais”. Simões convocou a imprensa para falar das mudanças que estão sendo feitas no transito da cidade, e disse que primeiramente e preciso dar condições e educação para que as pessoas lidem bem com a segurança no transito, mas que após isso vem as aplicações de multas para os infratores. “Defendo o uso de radares móveis, os tais “pardais” e não tenho nenhum prurido quanto a isso. E se falarem que vou perder votos por esta afirmação, eu digo: prefiro perder um voto do que perder uma vida”, afirmou.

Chico Simões esclareceu que os radares da cidade obedecerão às normas impostas pela legislação. “EU faço o que a lei manda, então seguirei as normas de colocação dos redutores de velocidade”. O prefeito disse que na opinião dele, não deveriam ter avisos da presença de radares, pois as placas de sinalização de velocidade já seriam o bastante para que os motoristas não ultrapassassem a velocidade máxima permitida. “Deveria ter um placa assim: nesta cidade a velocidade máxima permitida é X, e quem desobedecesse seria multado e pronto”, afirmou.

Simões afirmou que várias mudanças serão implementadas nas vias da cidade, visando maior fluência do transito, mas principalmente a segurança dos mais fracos, os pedestres.


Da redação do Plox

Nenhum comentário:

Postar um comentário