Google+ Álem M. Martins: Anônimo ou Famoso Qual é a sua escolha?

sábado, 21 de janeiro de 2012

Anônimo ou Famoso Qual é a sua escolha?


Quando observamos as grandes catedrais na maioria dos países da Europa, ficamos vislumbrados com as pinturas maravilhosas feitas a mão. Não é só a beleza que nos impressiona, mas também a dificuldade de se pintar em lugares com grandes obstáculos, devido a altura e a posição que o corpo deve ficar por horas. Além disso, encontramos pinturas em lugares pouco visíveis, o que nos faz pensar sobre a motivação do autor de fazer uma obra de arte em locais pouco visível.

Por que gastar tanto tempo nisso, se poucos vão ver? O que nos impressiona mais ainda é descobrir que a maioria dessas pinturas está assinada por “autor anônimo”. Como? Depois de tanto trabalho, o nome desse herói não aparece? Isso é mesmo incrível, mas é verdade. Pelo fato de gostarmos muito da fama, isso nos surpreende muito.

Isso tudo me faz refletir de que, no Reino de Deus deveríamos ser iguais a esses pintores das grandes catedrais. Fazer tudo com zelo, amor, carinho, dando sempre o melhor para nosso Mestre e nofinal escrever “autor anônimo”, a Ele seja toda a glória.

André, discípulo de Jesus, aparece como um quase anônimo na história. Poucos relatos sobre ele nas Escrituras, para ser exato ele aparece apenas 6 vezes na Bíblia. No entanto, ele se encaixa como esses grandes anônimos das catedrais.

André foi um discípulo evangelista, que sempre apresentava pessoas a Jesus. O primeiro que apresentou foi o seu próprio irmão Pedro, que se tornou o discípulo mais “famoso”.

No entanto, André nunca reclamou de ser menos conhecido do que seu irmão, apesar dele ter levado seu irmão ao conhecimento da verdade.

André ainda aparece levando outros a Jesus, inclusive gentios que eram considerados estrangeiros. Ele não fazia diferença.

Quando todos os outros discípulos estavam preocupados em como alimentar aquela multidão faminta, foi o discípulo André que encontrou aquele jovem com 5 pãezinhos e 2 peixinhos. André não apenas encontrou aquele jovem, como creu que aquela pequena refeição poderia multiplicar nas mãos do Mestre (João 6: 1-15).

Precisamos de mais Andrés nos nossos dias. Precisamos de mais anônimos no Reino. Qual é a sua escolha?


OSNI FERREIRA & Cláudia (Tiago & Débora)
“Coragem para ser diferente, compromisso para fazer diferença”

Publicado no Boletim da Igreja Presbiteriana de Bom Jardim em 15/01/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário